segunda-feira, 13 de agosto de 2012




AS OLIMPÍADAS DO MENSALÃO



Sarah nasceu na periferia do Piauí, um dos Estados mais carentes do Brasil. Cresceu numa casa humilde. Desde menina se interessou pelo judô e começou a dar os primeiros golpes num salão improvisado com tatame solto e gasto. Não tinha roupa adequada para treinar, sua família se opunha por achar que aquilo não era esporte pra uma menina e não tinha recursos sequer para pagar a passagem de ônibus. Devido à distância, eram dois ao todo. A mãe trabalhava como vendedora e o pai desempregado.

Vendo o esforço de Sarah, um comerciante passou a pagar-lhe a passagem e vizinhos também começaram a ajudar para realizar o sonho da garota.

Em suma, não tinha a menor estrutura para treinar e seguir adiante. No entanto, o treinador ficou impressionado com aquela menina franzina, magrinha e talentosa, e continuou a treiná-la. Não tardou vieram as primeiras competições e as primeiras medalhas. Seu único adversário era a falta de patrocínio, tanto é assim que, pra participar da primeira competição internacional ele, o treinador, tirou dinheiro do próprio bolso para pagar as passagens, dele e dela.

Os anos mostraram que ele não estava errado, e que valeu a pena investir e acreditar no sonho.

A menina chegou às Olimpíadas de Londres para ser a primeira judoca brasileira a conquistar o ouro em sua categoria. Com raça, técnica e determinação Sarah Menezes fez história. Jóia rara garimparada numa cidadezinha do Piauí.

Para ela assim como para outros atletas brasileiros, o ouro olímpico é mais que um título mundial, é mais que um prêmio da mega-sena, é a realização de um sonho conquistado com muito suor, vitórias, derrotas, quedas, vaquinhas feitas pelos parentes, amigos e vizinhos, choros e risos.

Ontem aconteceu o encerramento das Olimpíadas de Londres. No quadro de medalhas o Brasil terminou em 22º. lugar com 3 de ouro, 5 de prata e 9 de bronze, num total de 17, apenas duas a mais que em Pequim. Muito pouco para um país com a sua dimensão continental e que pretende sediar as próximas Olimpíadas.

Desde já, o Brasil sai atrás dos países que o antecederam como sede. Tradicionalmente, a Nação que vai receber os Jogos Olímpicos dá um salto de qualidade na edição anterior à sua. A delegação brasileira ficou abaixo do Cazaquistão, Cuba, Irã, Jamaica e Coréia do Norte.

Convém acrescentar que em relação ao ciclo olímpico anterior, houve um acréscimo de R$ 1 bilhão, isso mesmo, um bilhão de reais dos cofres públicos destinado ao Esporte.

Então como explicar o fraco desempenho do Brasil e o fato da pentatleta, Yane Marques, a pernambucana que conquistou a medalha de bronze no pentatlo moderno, tenha sido uma atleta sem patrocínio!?

Não impressiona o fato dessa atleta fantástica não contar com suporte financeiro à altura de suas conquistas?

É o abandono olímpico! Está mais do que na hora do Congresso Nacional apurar e investigar por onde anda o dinheiro público que deveria estar sendo investido no Esporte e em nossos atletas, e começasse a se mexer também na criação de políticas públicas de longo prazo. Histórias como a de Sarah Menezes, Yane Marques e de tantos outros são uma vergonha!

Qual a extensão das Olimpíadas do Mensalão? Essa a pergunta que não que calar.

Não estou mudando de assunto não, uma coisa está ligada à outra.

Entramos na terceira semana do julgamento do Mensalão, um - dentre vários outros escândalos - envolvendo pessoas situadas no coração do poder apropriando-se indevidamente do dinheiro público, fazendo uma verdadeira esbórnia e derrama do erário na compra de Deputados para garantir interesses escusos em detrimento de investimentos na Educação, Saúde, Políticas Sociais e de Emprego e, como se viu, no Esporte.

O Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, pediu a condenação e a prisão imediata de 36 dos 38 réus do mensalão no Supremo Tribunal Federal.

Quais os rumos que o julgamento tomará? É uma incógnita.

Já começou errado. Dele participam dois Ministros que deveriam ter se afastado por impedimento: Dias Toffoli e Gilmar Mendes.

A lei determina que o Juiz, no interesse da Justiça, deve afastar-se do julgamento quando houver incompatibilidade (suspeição) ou ocorrer impedimento.

Dias Toffoli, sempre esteve ao lado do PT e do réu José Dirceu. Aliás, o Ministro Toffoli nunca seria escolhido para compor o STF não fosse seu vínculo com o PT, Lula e José Dirceu, de quem já foi inclusive advogado. Daí a clareza solar quanto à parcialidade de Toffoli. Além do mais, sua namorada advogou para três réus do processo do Mensalão. Diante do que, ele sustenta que a lei, no particular, só proíbe a atuação nos autos de esposa. Como só tem namorada, Toffoli não se sente impedido. Toimmm!!! Durma-se com esse barulho!

No que toca ao Ministro Gilmar Mendes, dispensa-se comentários. Este já revelou publicamente partidarismo. Exagerou nas inconveniências e antecipou decisões e juízos sobre o Mensalão. E até falta de distanciamento, incluindo reuniões com políticos do Partido dos Democratas.

Os advogados de defesa já se pronunciaram. No mais, alegaram que - seus clientes - não tem nada com isso e nunca souberam ou tiveram notícia do tal esquema que desviou bilhões dos cofres públicos. Repetiram um “Eu não sei de nada!”, que a gente já tinha ouvido, em outras ocasiões, do Chefe Maior. Gente cínica essa....

..é triste! É triste ...

Ontem ao ver a bandeira brasileira sendo erguida e ao ouvir o Hino Nacional no encerramento das Olimpíadas, me emocionei. Em ocasiões como essa a gente parece voltar a olhar o Brasil como uma Nação. O Esporte tem dessas coisas!

A gente cai na real e percebe como seria bom se o Brasil desse um basta à desonestidade e à corrupção e se espelhasse em seus verdadeiros heróis, como nossos medalhistas que treinam com os pés descalços, sem incentivos, sem patrocínio e são impulsionados apenas por seus sonhos e espírito olímpico. Eles que levam ao pódio honra e méritos para fazer deste país um país de campeões e não de derrotados ou governado por ladrões. Ah, como seria bom!!!





CERIMÔNIA DE ENCARRAMENTO LONDRES 2012 - RIO 2016


Shadow/Mariasun



Licença Creative CommonsO trabalho AS OLIMPÍADAS DO MENSALÃO de MARIASUN MONTAÑÉS foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.





Seja solidário. Faça a sua doação.
Ajude a dar esperança e a mudar a história de milhares de crianças e jovens brasileiros.


ou

Pelo telefone, para cada valor existe um número diferente:

0500 2012 007 para doar R$ 7,00
0500 2012 020 para doar R$ 20,00
0500 2012 040 para doar R$ 40,00


Não resolvi ainda os problemas no sistema de comentários. Devo substituí-lo por outro, tentei mas não consegui. Necessito fazê-lo quando tiver tempo, Física Quântica é moleza perto disso, rsss, qualquer erro na codificação e puf! o blog já era. Portanto, observações ou comentários continuam a ser feitos pelo email: cantinhodashadow@hotmail.com. Kisses!



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...