sexta-feira, 9 de outubro de 2009




UMA QUESTÃO DE FÉ





Para ele a vida tornara-se uma torrente de chuvas, sucedidas por um inverno de frio intenso e anormal. Rajadas de vento rugiam pelo desfiladeiro do caminho que hoje trilhava, e que o conduziam ao abandono de si mesmo e à solidão. Ainda lembrava da primavera onde nada lhe faltara, como o conforto de um lar, boa comida, uma cama quente e pessoas que o amavam. Certamente ele tivera isso e muito mais, mas perdera tudo em razão da escolha errada que fizera.


Agora a chuva congelava seu corpo ao bater no chão do lado de fora daquelas casas, que um dia chegaram a ser dele. Motivo suficiente para arrepender-se por ter dado as costas à irmã, ter confiado cegamente naquela mulher que só se aproximara dele por interesse, com o fim escuso de roubar-lhe o patrimônio há pouco tempo herdado e tirar-lhe até o último centavo. O remorso e a culpa passaram a ser suas companheiras constantes, e o grande obstáculo para voltar e procurar a irmã.


Ah, se pudesse voltar no tempo !

Sentindo a chuva gelada que caia e o encharcava cada vez mais, começava a sentir-se prisioneiro do frio.

Porém, subitamente e em meio à tempestade viu uma mão amiga surgir, que lhe deu abrigo, um prato quente, e uma cama - meio improvisada - mas uma cama. O que era para ser apenas por uma noite, estendeu-se por quase seis meses. Essa mesma mão que o acolheu, o empregou em sua lanchonete, e pouco a pouco a ela foram se juntando outras mãos amigas. Unindo esforços, alugaram um quartinho para que ali ficasse, e o guarneceram com coisas básicas, de modo que aquele
desconhecido tivesse o mínimo de conforto.

Quase era possível ouvir um suspiro de alívio erguer-se em seu peito. Foi quando se deu conta de que a primavera poderia estar voltando em sua vida. De súbito e inesperadamente seu coração ficou um pouco mais leve, sentindo-se tocado por um manto de amor, capaz de curar as feridas e amenizar a dor . Reencontrou sua fé. Se fosse possível ver o que vai em seu coração, seria como assistir a este vídeo....



video



Esse não é um personagem criado por mim ou por Glória Perez, essa é a história uma história real, cujo protagonista estava desaparecido há dez anos. Pouco a pouco, a mão amiga que o acolheu, foi conhecendo sua verdadeira história. Sabendo que tinha parentes, não mediu esforços para localizá-los. Entrou em contato com a família. Ontem se reencontraram. A primavera chegou para ficar.


Afinal, ela (a primavera) sempre estará, neste ir e vir constante, no broto que se renova, na vida que segue adiante, em quem semeia bondade e em quem ajuda o irmão, colhendo felicidade, cumprindo a sua missão.



Desejo que o manto de luz de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, cubra a todos vocês com o sentimento de amor, doação, fraternidade, caridade e bondade.



Um lindo final de semana e feriado !!

 

Shadow/Mariasun



Creative Commons License
UMA QUESTÃO DE FÉ by MARIASUN MONTAÑÉS is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...