terça-feira, 13 de julho de 2010




FINAL DA COPA 2010.
VIVA ESPANHA!!
E VIVA O POLVO!!!



 




Era uma vez um Polvo chamado Paul, que vivia no aquário Sea Life, em Boerhausen, na Alemanha. O molusco vivia feliz no seu anonimato, observando as pessoas que por ali passavam. Algumas eram totamente indiferentes a ele, sequer notavam a sua presença; outras paravam, apontavam, sorriam (geralmente as crianças); quando entediado e só pra sacanear, por vezes ficava imóvel, escondido em sua toca, espreitando com o rabo do olho as pessoas que queriam vê-lo, "Olha ele lá debaixo daquela pedra!"; "Não, ele está ali, olha um pedaço da perninha dele!" O que muita gente não sabia, é que essa era a sua diversão predileta.

Até que um dia, sabe-se lá como ou por quê, alguém acreditou e sinalizou que o dito cujo, não era um octopus qualquer, tinha um dom especial: o dom da vidência, de fazer previsões. E foi assim que saiu do anonimato, para se tornar diante do Mundo, o Polvo Profeta, a grande estrela do Mundial de Futebol, colocando Larissa Riquelme, Maradona, Shakira, Casillas no chinelo. Quem diria!

Os holofotes da Copa das oitavas de final até o final estiveram voltados para ele, superando os maiores videntes, apostadores, especialistas e entendidos no Mundo do futebol. O bolão sempre foi dele, com a invejável marca de cem porcento de acerto e aproveitamento. Nem é preciso dizer o quanto ficou extasiado ao ser paparicado, fotografado por jornalistas do Mundo todo, e ter os seus cinco minutos de fama, apenas por fazer aquilo que mais gosta e aprecia: comer pequenos e suculentos moluscos!

Seu Pepe não perdeu tempo. Enviou pra todos os amigos o vídeo de três minutos de Paul, comendo seus petiscos no compartimento com a bandeira espanhola, apontando sua previsão para a vitória da Espanha, e decretando a derrocada do poderio holandês.

Não deu outra! Paul além de se tornar astro do Mundial, virou herói na Espanha e na casa do Seu Pepe. Tanto que ele já decretou pra Dna. Mercedes, "Pulpo en la paella nunca más!".

Os Polvos agora tem nacionalidade: São espanhóis!

Acreditando na sensitividade dos animais, tentou fazer o experimento com seu cão, o Butragueño (nome dado em homenagem ao ídolo do passado). Mas, o resultado não foi o esperado. Depois de cheirar o choriço que estava na bandeja da Espanha, o imprevisível animal, foi até a da Holanda, para degustar, prazerosamente, e em primeiro lugar, o petisco que ali se encontrava. Seu Pepe lamentou ter tido tão infeliz idéia. Vai que isso fosse sinal de mal agouro!! Para evitar que o cão fiel fosse mal interpretado e defenestrado, Dna. Mercedes convenceu o marido de que este poderia ter atendido ao comando de apontar o perdedor e não o ganhador da partida. Afinal, era difícil crer que o Butragueño fosse superado em inteligência pelo Polvo Oráculo!

Seja como for, sabe-se que após a partida, a festa na casa do Seu Pepe foi até madrugada adentro, regada a muita sangria e deliciosas tapas. Também ele quase se acabou, coitado! Se o jogo tivesse ido pros penais, como parecia ser a intenção dos holandeses, só Deus sabe se aquele coração teria aguentado. "Nosotros tenemos a Casillas, no hay motivo para preocupación!", dizia Dna. Mercedes, com toda sua parcimonia e sensatez, para consolá-lo.

"Ale!", "Vamos!", "Arriba!". A cada grito, a vizinhança acompanhava a saga da fúria espanhola.

Cada falta dos holandeses, cada bola na trave era lamentado às lágrimas. Aliás, como sofreram os joelhos, canelas e até peito dos espanhóis! Os holandeses resolveram caçar o touro em campo, fazendo desse jogo, o mais violento da Copa.

"Ese balón que no entra!", "Jilipollas!!!". É...o Seu Pepe sentiu na pele os caprichos da Jabulani!

E pra piorar, noventa minutos se transformaram em cento e vinte! Tortura! O jogo parecia interminável, até que Iniesta fez a festa, num gol espetacular, feito na raça e no coração.

Goooool gritava Seu Pepe, pulava de alegria, tocava a vuvuzela, abraçava e beijava Dna Mercedes, os filhos, o cachorro ao ritmo do pasodoble.

Enquanto os holandeses, desolados, culpam o Polvo; especulando que suas previsões teriam influenciado diretamente o resultado da partida, e já tramando levar o bichinho pra panela. Fazer o que? Quem perde sempre procura um culpado, não é mesmo?

No final deu a lógica das previsões do Polvo Profeta.

O título desse Mundial está em boas mãos. Venceu a Seleção que teve toque de bola, buscou o jogo, procurou o gol, e que não apelou para a violência.

A vitória da Espanha mostrou que ainda é possível ganhar, brilhando. Basta ter coragem, determinação, raça, gana e coragem para fazer isso. O selecionado espanhol saiu de campo deixando uma lição para o futebol do Mundo. É possível ser Campeão (com C maiúsculo) jogando bola, em detrimento do futebol de resultado, cheio de truculência, que prioriza a força física, porrada e marcação. Ainda há esperança!!

A Espanha merecidamente conquistou seu primeiro título de Copa do Mundo!!!

"Enhorabuena Campeones, por vuestro espíritu y determinación! Veinte y três jugadores de oro!
E Viva Espanha!!!", como diria Seu Pepe.


Pensamento do Dia:
“A voz do polvo é a voz de Deus”!!



Shadow/Mariasun




Licença Creative Commons
FINAL DA COPA 2010. VIVA ESPANHA!! E VIVA O POLVO!!! by MARIASUN MONTAÑÉS is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

4 comentários:

Shadow disse...

Estarei ausente até o final do mes. FÉRIAS!!!

Antes de ir, quero agradecer a presença de vocês, dos palpites nos bolões, dos comentários futebolísticos, da torcida pela Espanha nesta reta final. Muito me diverti!

Voltando pretendo ajeitar melhor a casa. Obrigada também pelo interesse depois do apagão. Foi importante pra mim.

Até agosto!!!

Beijos!!!

Fui!!!

Nadine disse...

Também estou saindo de férias.
Amei o seu texto, foi um belo encerramento da Copa.
Ao final o Polvo acabou sendo o top, quem diria!
Acheio sensacional e emocionante a vitória da Espanha.

Boas férias,
Até a volta amiga

RENATA PAN disse...

Ah Shadowsun, muito boa essa, a voz do polvo é a voz de Deus, rsss.
Virei fã de carteirinha do polvo, sabia?
Na segunda tive que dar um trato nas unhas, depois daquele jogo sofrido!

Não esqueça da gente!!
Divirta-se e até a volta!

Renata disse...

E viva Espanha!
Fiquei super hiper feliz com esse final da Copa.
Também virei tiete do Polvo Paul, ele merece uma estátua em Madri em sua homenagem, rsss.
Vou tirar uns dias de férias nas duas últimas semanas do mes. Do jeito que vai o frio por aqui, acho que nem é preciso ir pra uma estação de esqui, rrrrr.

Divirta-se bastante.

Até a volta amiga.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...