sábado, 4 de outubro de 2014




DO QUE É FEITO UM CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA???




Em meio a mais um crime eleitoral, agora do sindicato dos petroleiros, constrangendo os funcionários da Petrobrás a votar nos candidatos do PT (vê-se que “os companheiros” devem estar satisfeitos com que a petrolífera continue à mercê de ladrões), na noite da última quinta-feira, o brasileiro parou diante da televisão em sua casa com a família, no barzinho com os amigos, na padaria com aqueles que curtem a solidão da noite para assistir ao último debate dos presidenciáveis. 

Nessas, muita gente foi dormir mais tarde, quando já passava da uma da manhã... Quem parou para ver, não se arrependeu. Mesmo aquele que havia planejado ficar apenas até o comecinho, porque a sexta-feira não perdoa ninguém, acabou ficando até o final. Quem não viu, teve a oportunidade de acompanhar a sua repercussão nas ruas, no trabalho, na escola, no metrô, no ponto de ônibus, nas redes sociais, nos jornais e revistas.

Foi sem dúvida um espetáculo pra todos os gostos, que pendeu mais para a bizarrice, o grotesco e a mentira, do que para a lucidez, a civilidade e a verdade. Retrato fiel de quem faz a política hoje no país.

Na linha do “eu estou no poder e tudo posso”, o pastor Everaldo perguntou ao Aécio como ele via essa história do PT estar fazendo uso dos Correios e das estatais em benefício próprio. Aécio com segurança, brio e clareza esclareceu que isso é crime, e será apurado, doa a quem doer. Eu, particularmente, espero que isso não acabe sobrando para o pobre do carteiro e, que de fato, aqueles que estão usando o aparelhamento do Estado a serviço de um partido, sejam punidos. 

Dilma Rousseff estava ali, mas parecia não querer estar. Por sinal, era nítida sua contrariedade cada vez que era chamada para o debate. Pensando bem, debate não, né? Aquilo lá mais parecia um fórum. Sete candidatos, sendo que apenas três são os protagonistas e candidatos de fato, por representarem 85% das intenções de voto. O que é que aquele povo sem noção, dos chamados partidos nanicos, foi fazer lá, alguém pode me explicar? Que legislação burra é essa? Afff....

Mas voltando ao desempenho da candidata Dilma. No início, juro, pensei que o sono estivesse tentando me pregar alguma peça: - Dilma e a economia? PRONATEC. - Dilma e a corrupção? PRONATEC... PRONATEC estaria ecoando na minha cabeça, como assim? Não. Logo percebi tratar-se da mais nova estratégia do João Santana: - Companheira Dilma, quando a pergunta for embaraçosa e você não tiver saída, não se abale, fale sobre o PRONATEC!

E já que quem está na chuva é pra se molhar, ela acabou chamando para o embate o Aécio. Bom, tá certo que se tivesse escolha teria chamado outro, mas como os demais já haviam respondido a perguntas e diante das regras do debate... Sem opção ou sutileza, Dilma disparou a queima roupa, que ele quer é privatizar as estatais. Nesse instante olhei pra tela incrédula, pensando: Sobrou alguma coisa das estatais? E a resposta que se seguiu, fez meu coração pulsar: - Candidata Dilma, eu pretendo devolver a Petrobrás ao povo! Tomaaaaa!!!! 

E como ele parecia ser o único candidato descontraído, à vontade e bem-humorado, foi com espontaneidade que assinalou a presença de Fernando Henrique Cardoso na plateia e, na empolgação do momento, ainda pediu aplausos pra ele, e... não é que a plateia atendeu? Ahahaha..., fazendo o William Bonner quase ficar surdo com o diretor gritando no ponto: - A PLATEIA NÃO PODE SE MANIFESTAR! PÕE ORDEM NESSE VESPEIRO! Coitado, nunca vi um apresentador tão desacorçoado. Deve ter pensado: - Por que, Senhor, não escalaram o Alexandre Garcia no meu lugar?!? Mas aí eu fiquei me perguntando: E o Lula? Por que o Lula não compareceu ao debate dar o seu apoio à companheira Dilma e ficar debaixo dos holofotes como ele tanto gosta?!? Será que ele não sabia do debate???

Eis que, então, foi a vez de Marina chamar a Dilma pra briga, digo, debater. Triste reconhecer, mas a pessebista, não conseguiu provar a que veio, o que se viu foi uma candidata titubeante e murcha. Até agora está tentando explicar a diferença entre autonomia e independência do Banco Central, armadilha que ela mesma criou para si e, como se não bastasse, tentou questionar a falta de experiência da outra, dizendo que a petista chegou à Presidência sem ter ocupado sequer o cargo de vereadora. Pra quê? Ainda teve que ver a opositora sambar, ao disparar com escárnio e ironia, que aquilo não era coisa de “nova política”. Jesuisss!!! A essa altura o Bonner se atrapalhava cada vez mais, sentindo raios e trovoadas se aproximando...

Marina numa ação kamikaze mirou novamente em Dilma, trazendo à baila o escândalo do petrolão e o ex-diretor, agora delator, Paulo Roberto Costa: - Houve uma demissão premiada no caso da Petrobrás? Para Marina, antes a resposta tivesse sido sobre o PRONATEC! Num ataque de antemão preparado por João Santana, óbvio, Dilma jogou na cara de Marina Silva que ela demitiu um diretor do IBAMA por corrupção e desvio de recursos (corrupção, coisa rara nesse governo não?), destacando em letras garrafais, que o dito cujo havia sido nomeado por Marina em sua gestão, enquanto Ministra do Meio Ambiente, acrescentando: - E eu não saí por aí dizendo que você sabia disso! Quáquáquá.... O que se viu a seguir, foi algo indescritível. Tempo esgotado, microfones desligados...e as candidatas, separadas apenas por suas bancadas, se digladiando e gesticulando com o dedo em riste ante um mediador atônito, enquanto o diretor provavelmente se esgoelava no ponto: - Bonner, se chegarem às vias de fato, SEPARA E CHAMA O INTERVALO COMERCIAL...e se precisar chama a segurança, os bombeiros..!!! A Globo errou, em nome do padrão Globo de qualidade, deveria ter chamado o Anderson Silva para mediar o debate, kkkkkkkk....

É inconteste e opinião quase unânime, que o candidato Aécio Neves foi o grande vitorioso da noite, o único a expor claramente a que veio, a apresentar um plano de governo atual e contemporâneo, a não fugir das perguntas, a fazer do debate um momento de reflexão e até de diversão. Saiu-se melhor, sem dúvida. Lavou a alma de muitos quando disse que Paulo Roberto Costa não foi demitido, mas pediu demissão e ainda foi “elogiado” por Dilma pelos serviços prestados. O que foi praticamente atestado pela candidata ao constatar com naturalidade, que: - “Corruptos estão em todos os lugares...”. Ok, podem até estar, mas não deveriam estar e muito menos se multiplicar feito ratos!!!

No mais, quanto à participação de Luciana Genro, Eduardo Jorge, Levy Fidelix, pastor Everaldo, como dito acima, totalmente dispensável. Algo a ser aproveitado pelo Vídeo Show como os piores momentos do debate e da televisão.

A se lamentar, a ausência de perguntas sobre Educação, Cultura e Esportes (as Olimpíadas 2016 batem à porta). Vê-se que a educação e a cultura têm um terreno árduo a conquistar... está em falta no país dos corruptos... aliás, é o que faltou a muitos ali: educação e compostura.

A destacar apenas, mais uma vez, a participação do Aécio ao concluir diante de Luciana Genro, o que a gente já sabia: - “A sra. é leviana; não está preparada para ser candidata à Presidência” placplacplac... Deu-lhe um “cala a boca Magda”, que todos do sofá gostaríamos ter dado.


Do que é feito um candidato à Presidência da República?

Creio que da postura, segurança, inteligência e preparo que o candidato Aécio Neves demonstrou durante o debate. Acredito até que tenha definido o voto de muitos indecisos. Ele em momento algum se colocou como o predestinado, coitadinho ou o “Salvador da Pátria”, mas ao falar, com brilho e firmeza no olhar, sobre as mudanças que pretende fazer por meio do seu plano de governo, antenado com a realidade e as necessidades do país, para um povo hoje tão descrente dos políticos e de falsas promessas, convenceu. O povo não quer um candidato perfeito, messiânico, cheio de blábláblá e de boas intenções, até mesmo porque para aqueles que foram às ruas no ano passado, indignados com a corrupção e os desmandos que estão aí, isso soa falso e carreirista. O povo quer o fim da corrupção e da bandalheira, e, a volta da decência e da competência, urgente! Apenas isso. 

 Que Deus olhe por nós neste domingo!




É!
A gente quer viver pleno direito
A gente quer viver todo respeito
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação...

É! É! É! É! É! É! É!...

Shadow/Mariasun




Licença Creative CommonsO trabalho DO QUE É FEITO UM CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA??? de MARIASUN MONTAÑES está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...